Caixa de texto: Notícias
Caixa de texto: Áreas de Atuação
Caixa de texto: Facilidades
Caixa de texto: Equipe
Caixa de texto: Publicações
Caixa de texto: Teses e Dissertações
Caixa de texto: Aplicações Operacionais
Caixa de texto: Contatos
Caixa de texto: Links Úteis

O Laboratório de Guerra Eletrônica (LAB-GE) foi criado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 2001 com o objetivo de fomentar o ensino e a pesquisa em áreas de interesse da Defesa, mais especificamente na área de Guerra Eletrônica, bem como prestar apoio de infraestrutura ao Curso de Especialização em Análise de Ambiente Eletromagnético (CEAAE) e ao Programa de Pós-graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO), ambos ministrados regularmente no ITA.

MISSÃO:

Viabilizar soluções de ensino e pesquisa em Guerra Eletrônica, por meio da implementação, adaptação e manutenção da infraestrutura de laboratórios, bem como prestar assessoria técnico-científica em assuntos relacionados com suas linhas de pesquisa. 

 

VISÃO:

 

Ser um laboratório de referência no Brasil e no exterior, reconhecido pela excelência de sua contribuição técnico-científica aplicada às atividades operacionais, pela capacidade de estabelecer parcerias e manter crescimento contínuo.

LABORATÓRIO DE GUERRA ELETRÔNICA

Ciência e Tecnologia Aplicados à Defesa Nacional

BREVE HISTÓRICO:

 

A necessidade de formação sistematizada de oficiais, graduados e civis em nível de especialização, mestrado e doutorado voltados para Aplicações Operacionais da Força Aérea Brasileira, foi identificada no final da década de noventa, como parte do processo de modernização da frota aérea e especialização dos recursos humanos, os quais deveriam estar aptos a operar os novos vetores. Esta culminou com a criação de programas especializados e cursos de formação no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) a partir de então.

 

Em 1998, foi criado, no ITA, o Curso de Especialização em Análise de Ambiente Eletromagnético (CEAAE), destinado à formação em nível lato sensu. Desde então, este curso é ofertado anualmente a oficiais das três Forças Armadas, capacitando especialistas que retornam às suas Unidades de origem com uma capacitação técnica voltada à solução de problemas reais da Força. Até a presente data já foram formados 140 pessoas, entre as três Forças Armadas (138), Empresas Privadas (1) e Oficiais Estrangeiros (1).

 

Já em 2001, houve a criação do Programa de Pós-Graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO), destinado à formação stricto sensu nos níveis de mestrado e doutorado, atendendo às áreas de: Análise Operacional (AO), Comando e Controle (C2), Guerra Eletrônica (GE) e Sistemas de Armas (SA). Desde o início dos programas de formação em aplicações operacionais, o PPGAO já formou mais de 70 mestres e 10 doutores.

 

Para dar suporte às atividades de ensino e pesquisa nestas áreas, foi criado em 05 de março 2001 o Laboratório de Guerra Eletrônica do ITA (LAB-GE), o qual tem como objetivo viabilizar soluções de ensino e pesquisa em Guerra Eletrônica, por meio da criação, adaptação e manutenção de laboratórios técnicos e de apoio ao PPGAO e ao CEAAE, bem como prestar assessoria técnico-científica à FAB em assuntos relacionados com suas respectivas linhas de pesquisa. Além disso, mostra-se como ponto de relevância no Instituto Tecnológico de Aeronáutica quando o assunto é tecnologia e alto desempenho, por conta das competências ali desenvolvidas e pela alta qualidade dos recursos humanos que compõem a equipe. O LAB-GE faz parte da Divisão de Engenharia Eletrônica do ITA.

Atualizado em: 13/09/2017

Caixa de texto: Principal